MAY
14
2014

KDE lança primeiro beta da próxima geração do Plasma Workspace

14 de maio de 2014. O KDE anunciou a primeira versão Beta da próxima geração do Plasma Workspace. A equipe do Plasma gostaria de pedir à ampla comunidade de Software Livre para testar esta versão e dar qualquer feedback. O Plasma Next é construído com QML e executa sobre um stack gráfico acelerado por hardware, definido pelo Qt 5, QtQuick 2 e OpenGL(-ES). O Plasma Next fornece uma experiência de desktop que será fácil e familiar para atuais usuários dos ambientes de trabalho do KDE ou outras alternativas em Software Livre ou proprietário. Você pode encontrar mais detalhes sobre o futuro lançamento do Plasma Next no anúncio de lançamento do alfa. O Plasma Next está previsto para ser lançado no início de Julho.


 

Principais mudanças

 

Desde o alfa, uma grande variedade de mudanças foram feitas. Muitas são, naturalmente, pequenas, mas há também importantes correções de bugs, estabilidade e desempenho, bem como mudanças maiores. Por exemplo, a introdução de um novo widget Menu de Aplicativo, que é uma reimplementação do que originalmente estreou como 'Homerun Kicker' no pacote homerun. Veja este recente blog sobre Homerun. Homerun tem provado ser muito popular, com algumas distribuições escolhendo-o como padrão para o Plasma.

Pela primeira vez, o KDE está lançando a sua própria fonte. Oxygen Font é projetada para ser otimizada para o sistema de renderização de fontes FreeType e funciona bem em todas as interfaces gráficas de usuário, desktops e dispositivos.

 

Pronto para teste, não para produção

 

O ambiente de trabalho apresentado neste pré-lançamento é o Plasma Desktop. Ele representa uma evolução de conhecidos paradigmas de laptop e desktop. O Plasma Next mantém os fluxos de trabalho existentes intactos, proporcionando incrementos visuais e melhorias interativas. Muitas dessas melhorias podem ser observadas nesta prévia da tecnologia, e outras ainda estão sendo trabalhadas. Espaços de trabalho otimizados para outros dispositivos estarão disponíveis em versões futuras.

Como uma versão Beta, este pré-lançamento não é adequado para uso em produção. Ele representa uma base para testes e obtenção de feedbacks, de modo que a versão estável inicial do Plasma Next em julho será um bom passeio para todos os envolvidos e o lançamento de uma base estável para versões futuras. O Plasma Next é destinado a usuários finais, mas não fornecerá paridade de recursos com a última versão 4.x, que virá em versões futuras. A equipe está se concentrando nas funcionalidades principais do desktop em primeiro lugar, em vez de tentar transplantar cada recurso para as novas áreas de trabalho. O conjunto de recursos apresentados no Plasma Next será suficiente para a maioria dos usuários, embora alguns possam perder um botão aqui e ali. Isto não é porque a equipe do Plasma queira remover recursos, mas simplesmente porque nem tudo está desenvolvido ainda. Claro, todo mundo é encorajado a ajudar a trazer de volta o Plasma para o seu conjunto de recursos originais.

Problemas conhecidos

A estabilidade ainda não está à altura do nível que os desenvolvedores querem para o Plasma Next. Com um novo toolkit vêm novos crashes e problemas interessantes que precisam de tempo para serem contornados.

O desempenho do Plasma Next é fortemente dependente das configurações de hardware e software específicos e padrões de uso. Embora ele tenha um grande potencial, é necessário tempo para correções de bugs desta nova versão. Em alguns cenários, o Plasma Next mostrará um desempenho suave - enquanto em outros momentos, ele será prejudicado por várias falhas. Estas podem e serão abordadas, no entanto, muito depende de componentes como Qt, Mesa e drivers de hardware. Novamente, isso vai precisar de tempo, já que correções feitas no Qt agora simplesmente não vão ser lançadas até o momento em que a primeira versão do Plasma Next se tornar disponível.

A elegância é um dos principais benefícios do QML2, pois permite o uso contínuo de openGL, com posicionamento muito mais preciso e muitas outras habilidades. Ao mesmo tempo, a imaturidade dos Controles do Qt Quick, o novo sucessor para a tecnologia de mais de 15 anos Qt Widgets, traz algumas arestas ainda a serem suavizadas.

Design ainda não está finalizado. Muito do trabalho realizado no tema deste lançamento não representa o estado do design do primeiro lançamento do Plasma Next a ser realizado no futuro. Abaixo temos uma pequena mostra do novo design desenvolvido pelo Visual Design Group, que será lançado assim que estiver pronto.

Para desenvolvedores

O Plasma Next é construído em cima do Qt 5. Com esta transição, todas as interfaces gráficas baseadas em QML - com o qual o Plasma é construído exclusivamente - farão uso de um novo scenegraph e scripting engine, resultando em enorme ganho de desempenho, bem como em benefícios arquiteturais, como ser capaz de renderizar usando o hardware gráfico disponível.

O Plasma Next é a primeira base de código complexa a fazer a transição para o KDE Frameworks 5, que é uma evolução modular da plataforma de desenvolvimento do KDE com bibliotecas mais enxutas e menos interdependentes.

Para usuários

Usuários que testarem este pré-lançamento do Plasma serão recebidos com um aspecto visual mais refinado. O novo tema Breeze Plasma estreia neste pré-lançamento com um visual mais limpo. Menos poluição visual e melhor contraste tornam o Plasma Next uma melhoria notável entre os atuais Plasma Workspaces estáveis. Tem havido algum polimento para grande parte da funcionalidade padrão do Plasma, tais como a área de bandeja do sistema, as notificações, as configurações para o compositor e gerenciador de janelas, e muitos mais. Enquanto os usuários irão sentir algo familiar, eles também notarão um espaço de trabalho mais moderno.

Instalando e enviando feedbacks

A maneira mais fácil de testar o Plasma é utilizando uma imagem live do sistema operacional atualizada com as últimas versões, como Neon5 ISO.

Algumas distribuições criaram, ou estão em processo de criação, dos pacotes; para uma visão geral do Beta 1, consulte a nossa página wiki com os pacotes instáveis.

Download do código-fonte: Você pode instalar o Plasma diretamente do código-fonte. A wiki da comunidade KDE tem instruções. Note que o Plasma Next não irá co-instalar com Plasma 1; você precisará desinstalar versões mais antigas ou instalar em um prefixo separado.

Você pode fazer comentários através do canal #plasma no IRC, lista de discussão Plasma-devel ou relatar problemas via bugzilla. Plasma Next também está sendo discutido nos fóruns do KDE. O seu feedback é muito apreciado. Se você gosta do que a equipe está fazendo, por favor, deixe eles saberem!

Fonte: kde.org

MAY
2
2014

Encontro Comunitário do KDE no FISL 15

Esperamos vocês!

 

Teremos no FISL 15 o Encontro Comunitário do KDE, que ocorrerá dia 8 às 9:00h na Sala 41D.

O encontro tem como objetivo aproximar ainda mais a comunidade de usuários da comunidade de contribuidores, além de pensar maneiras de facilitar a colaboração de novatos interessados em contribuir com o KDE.

O encontro também é uma oportunidade para a comunidade expressar sua opinião sobre o KDE - queremos que esse encontro seja mais para "escutarmos" do que para "falarmos".

Apesar disso apresentaremos algumas novidades sobre o KDE, em especial para a América Latina. ;)

Nos encontramos lá!

MAY
2
2014

Atividades do KDE no FISL 15

 

A comunidade KDE mais uma vez marca presença no Fórum Internacional de Software Livre, levando uma programação de qualidade e alto nível para todos os fãs do nosso ambiente desktop/mobile/plataforma de desenvolvimento/conjunto de aplicações preferido. =)

Durante todo o FISL estaremos com um stand montado na área dos grupos de usuários. Você pode chegar lá e trocar uma ideia com desenvolvedores, tradutores, o pessoal do time de promoção, administradores de sistemas, e demais contribuidores que trabalham em torno dessa grande comunidade que é o KDE. Leve também alguns dos nossos souvenirs e não esqueça de tirar uma foto com o Konqi!

Temos muitas atividades na programação do FISL, mas gostaríamos de fazer um convite especial para o Encontro Comunitário do KDE, que ocorrerá dia 8 às 9:00h, sala 41D. Esse é um momento especial para os contribuidores ouvirem a comunidade de usuários, identificarem necessidades, e também divulgarem interessantes novidades. Apareçam!

E esse ano estamos muito felizes em ter uma palestra do Kevin Ottens, um dos principais desenvolvedores da próxima grande versão da plataforma de desenvolvimento do KDE, o KDE Frameworks 5. Apareça lá para se informar em como o KDE pode contribuir com o desenvolvimento da sua aplicação, utilizando uma biblioteca livre, minimalista, multiplataforma (o mesmo código em diversos sistemas operacionais), multidispositivo (o mesmo código no desktop e no mobile), e não necessariamente utilizando o Qt.

Além das destacadas, ainda temos muitas palestras sobre KDE e Qt no evento. A tabela abaixo apresenta algumas que conseguimos identificar - se você vai falar sobre KDE e/ou Qt no FISL, nos mande uma mensagem para divulgarmos sua palestra aqui também:

 

Palestra/AtividadeAutorDiaHorárioSala
QtModeling: metamodelagem e model-driven software engineering com Qt5Sandro Andrade717:00h41C
KDE Frameworks: Made with love for all Qt developersKevin Ottens813:00h40T
Encontro Comunitário do KDE Brasil no FISL 15KDE Brasil89:00h41D
Cantor: Ambiente Integrado de Desenvolvimento Voltado à Computação Científica utilizando PythonFilipe Saraiva816:45h40A

 

E nos vemos no FISL!

APR
19
2014

Lançado o KDE 4.13

 

E foi disponibilizado o KDE 4.13, um lançamento que pode ser considerado dos mais "magrinhos" da série KDE 4.x, visto que as novidades estão concentradas principalmente nas aplicações. O motivo disso é que os desenvolvedores do KDE estão trabalhando nas novas gerações do ambiente de trabalho Plasma - o Plasma Next, previsto para 17 de junho - e da KDElibs - o KDE Frameworks 5, previsto também para junho.

Apesar disso, não pense que o release tem poucas novidades - pelo contrário! Abaixo destacamos algumas.

Mesmo com a plataforma de desenvolvimento congelada, foi introduzida uma pesquisa semântica melhorada - chamada Baloo -, que mostrou um desempenho muito melhor que o antigo Nepomuk. Muitos softwares que utilizavam o Nepomuk já foram migrados para o Baloo.

Essa funcionalidade trouxe melhor desempenho para as ferramentas do pacote Kontact, em especial ao KMail - que agora também conta com suporte ao armazenamento na nuvem, com backends para diversos serviços (Dropbox, Box, KolabServer, YouSendIt, UbuntuOne, Hubic e WebDAV - suportada pelo ownCloud), e melhorias do suporte a Sieve.

O leitor de documentos Okular ganhou suporte a abas e a rederização do PDF agora utiliza as dimensões DPI do monitor, melhorando a qualidade do documento apresentado - principalmente para as figuras. Já o Kate conta com uma nova barra de status, destaque animado entre parênteses, melhorias nos plugins para desenvolvimento em Python e plugin de compilação, e um novo auto-complete, mais inteligente.

Há um novo software do pacote KDEedu, o Artikulate - voltado para o aprendizado de pronúncia de idiomas. Há também um novo componente para criação de gráficos matemáticos, o kqtquickcharts. O Palapeli ganhou suporte para resolução de quebra-cabeças com mais de 10.000 peças.

O Cantor ganhou suporte ao editor de scripts para os backends do Scilab e Python 2, bem como suporte ao auto-complete provido pelo Kate. KStars agora tem uma interface de programação com API para serviços web, e o Marble agora apresenta posição dos astros, suporte à gravação de viagens virtuais, e melhorias a trajetos ciclísticos e suporte à arquivos de milhas náuticas.

Existem muitas outras novidades para outras aplicações. Leia as notas do release, já traduzidas para o português, na página de lançamento do KDE 4.13.

JAN
29
2014

Chamada de designers para o Grupo de Design Visual do KDE

Something fresh something new! - imagem por Nuno Pinheiro

 

Já faz alguns dias que estamos escutando um burburinho sobre o trabalho de designers no KDE. Tudo começou no sprint do Plasma, que teve como um dos tópicos o início da reestruturação do design visual e interativo para a nova versão do ambiente de trabalho do KDE. Em seguida, Jens, o designer que participou desse sprint, escreveu um post contando sobre essa experiência.

Em seguida Thomas Pfeiffer, também designer, escreveu um post contando como ele se interessou em ajudar no design do KDE e como é difícil trazer designers para projetos de software livre. Seguiu-se uma interessante discussão na área de comentários desse post, onde os participantes levantam pontos que vão desde a dificuldade de comunicação designer - desenvolvedor, até a pouca divulgação do software livre em páginas não-geeks.

As discussões acabaram reunindo pessoas que iniciaram um processo de formalização de um grupo de design visual do KDE. Jens escreveu sobre, indicando alguns objetivos, abordagens, condutas e metodologias a serem seguidas.

E agora o grupo foi introduzido em um novo post pelo mesmo Jens. O texto tanto apresenta os atuais componentes quanto deixa um convite para que novos designers interessados em participar entrem em contato. Você pode ler o post original aqui, ou ler a tradução que fizemos logo abaixo:

 

O Grupo de Design Visual está formado. Amanhã (dia 30 de janeiro) no começo da noite teremos nosso primeiro encontro, onde faremos contato e dividiremos entre nós as tarefas mais urgentes. Existem seis de nós (mais alguns contatos) e temos esperança que você verá nosso trabalho e irá querer participar em poucos meses.

Elena Ramirez é uma talentosa webdesigner e também ilustradora. Ela ajudou o KDE a terminar o visual do http://edu.kde.org/. Ela trabalha em Sevilha.

Fabian Bornschein é um estudante da Alemanha e um ativo membro da comunidade do Kubuntu no Google+. Ele tem uma paixão por temas (Sugiro que você cheque o tema Tilain Plasma, de autoria dele).

Malcer Quaid é o designer criador do famoso tema Caledonia para o Plasma, além de ter sido um membro ativo do Chakra Linux por muitos anos.

David Brandl é um webdesigner profissional que vive na Alemanha e tem um extenso background no KDE e Open Source.

Nuno Pinheiro não precisa de apresentação pois ele é o "grande homem" do design do KDE e um dos criadores do tema de ícones Oxygen.

Eu (Jens Reuterberg) sou um ilustrador e designer gráfico freelance com experiência na AD-work da Suécia, e prometo minha alma para o KDE neste ano a partir desse janeiro.

...
 
Uma apresentação mais detalhada e entrevistas com todos os membros será disponibilizada em breve.
 
Nesse momento existem algumas coisas para serem feitas e pouco tempo para fazê-las. Se você acha que deveria estar naquela lista; se você gostaria de contribuir com o KDE; e se você é é um apaixonado por Open Source em geral, e KDE e Design em particular -  não hesite um segundo em contactar-me no e-mail jens @ ohyran.se.
 
Eu não posso prometer ouro, metade do reino, e a mão do príncipe/princesa em casamento - mas eu posso prometer que isto será algo que você irá querer colocar no seu currículo com grandes letras em negrito. Isso é algo que você vai se gabar no futuro.
 
Você conhece um um talento artístico que mereça sujar as mãos? Então fique de olho no blog. Prêmios interessantes serão anunciadas para aqueles que me entregarem um designer que irá juntar-se ao grupo e fazer o trabalho.
 
Para futuras textos sobre o assunto, acompanhe o blog do Jens e o Planet KDE.
JAN
9
2014

Lançado o KDE 4.12

Foi lançada na metade de dezembro passado a nova versão estável do KDE, numerada como 4.12.

Esse lançamento é um pouco diferente dos anteriores, mais focado nas Aplicações. O Espaço de Trabalho Plasma e a Plataforma KDE estão congeladas para novas funcionalidades, com os desenvolvedores trabalhando atualmente na criação do KDE Frameworks 5 e no Plasma 2. Entretanto, essas duas partes do KDE receberam correções de bugs.

Mas há muitas novidades nas aplicações: há melhorias no KDE PIM, o Kate, KDevelop e Cantor ganharam suporte a Python, Okular ganhou suporte a multimídia em arquivos ePub, KWallet agora tem um novo bakend para chaves GPG, KWebKit redimensiona automaticamente a apresentação de conteúdo de acordo com o tamanho da tela de exibição, mais jogos do kdegames foram portados para QML, novas funcionalidades estão presentes em vários softwares do kdeedu, o KMail ganhou suporte a AdBlock, e muito mais.

As notas de lançamento podem ser lidas em português na página do anúncio.

JAN
6
2014

Qt5 Cadaques - livro na web sobre Qt5

Qt é a base de boa parte do KDE, e nada melhor do que aprender um pouco desse framework para contribuir com código para os softwares que você tanto gosta.

Foi lançado em dezembro o Qt5 Cadaques, um livro em inglês disponibilizado na web que cobre diversos tópicos dessa nova versão do framework, incluindo QtQuick/QML, Model-View-Delegate, Multimedia, e mais.

O livro é um processo-contínuo, o que significa que os autores continuam a escrever novos capítulos que vão sendo liberados a medida em que são finalizados. Os capítulos em preparação podem ser acessados em sua versão rascunho na seção "Chapter Queue".

Então, que tal colocar a promessa de ano novo de aprender Qt em prática? :)

NOV
3
2013

Reunião KDE Brasil - 3 de novembro de 2013

Olá pessoal,

De acordo com o resultado da votação no nosso doodle (http://doodle.com/95bea7thk3irrkyc), a reunião do KDE Brasil acontecerá dia 3 de novembro (neste domingo) às 19:00h horário de Brasília - atenção para o horário de verão ok?

Pautas:

  • KDE Brasil 2014;
  • Akademy-BR/LaKademy 2014;
  • Site do KDE Brasil;
  • O que mais aparecer;

O local da reunião será o canal #kde-brasil no IRC, rede freenode.

OCT
21
2013

KDE comemora cinco anos de Latinoware

Em cinco anos, comunidade brasileira do KDE passou de três para 30 participantes

A equipe do KDE Brasil completa em 2013 cinco anos de participação na Conferência Latino-americana de Software Livre (Latinoware). Para marcar a data, será feita uma programação especial. Durante a 10ª Conferência, serão apresentadas quatro palestras diretamente relacionadas ao KDE.

A programação inclui “KDE de 2008 a 2018: Retrospectivas e Perspectivas Técnicas e Sociais ”, ministrada por Sandro Andrade, “Queremos você para contribuir com código para projetos de software livre” por Filipe Saraiva. Estão previstas ainda as apresentações “Torne-se um tradutor do KDE” de Aracele Torres e “O que o KDE pode fazer pela sua vida acadêmica?”, também por Filipe Saraiva.

 O professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBa) e colaborador KDE, Sandro Andrade, destaca que a participação no evento ajudou a aumentar o número de membros da comunidade, que dedicada ao desenvolvimento de software livre. “Estamos felizes em comemorar cinco anos ininterruptos de participação do KDE na Latinoware. A Latinoware 2008 teve fundamental importância na retomada da comunidade brasileira”, lembra.

Desde a primeira participação, até 2013, a comunidade registrou grandes avanços. “Saímos de três participantes ativos em 2008 para cerca de 30 participantes em 2013, entre voluntários, estudantes do Google Summer of Code, pesquisadores e desenvolvedores contratados para trabalhar em empresas ligadas ao ecossistema KDE”, disse Andrade.

 O KDE ou o Ambiente de Trabalho K (K Desktop Environment), é um ambiente moderno e transparente à rede para estações de trabalho de UNIX. A iniciativa ganha, a cada ano, a cooperação de mais grupos e usuários. “ O número de brasileiros que deixam de ser voluntários e passam a construir uma carreira profissional como contratados de empresas que usam o KDE também vem crescendo. Mas, antes de tudo, construir amizades, desenvolver uma comunidade planificada e prazerosa e círculos de apoio técnicos e sociais mútuos sempre será nosso principal objetivo”, afirma Andrade.

(Texto original escrito pela Imprensa no Latinoware)

OCT
11
2013

#inqlude - repositório de bibliotecas Qt

O projeto #inqlude, lançado pela comunidade KDE e capitaneado por Cornelius Schumacher, tem por objetivo ser um repositório para abrigar referências às diversas bibliotecas de terceiros que extendem as funcionalidades do Qt padrão.

O projeto ainda está em alpha mas já há uma lista bem interessante, contando por exemplo com bibliotecas para comunicação com o twitter (qtweetlib), lastfm (liblastfm), xmpp (qxmpp), vlc (vlc-qt), oauth (qoauth), json (qjson), e até o framework web desenvolvido por brasileiros, tufao. Também há diversas bibliotecas KDE listadas, e muito mais estarão disponíveis com o vindouro KDE Frameworks 5.

O #inqlude também entrega um script (gem) em Ruby para instalação dessas bibliotecas, disponibilizando uma forma de instalação simples e acessível, muito parecida com o pip do python ou o gem do próprio Ruby. Ponto pro pessoal.

Os interessados poderão descobrir mais sobre o projeto acessando o site. Tanto o código fonte do portal web quanto do script estão disponíveis no github, e há uma lista de discussão para quem quiser contribuir.

Pages