Notícias do KDE Brasil

OCT
21
2018

Comunidade organiza LaKademy e comemora 22 anos da KDE

Participantes do LaKademy 2018 em Florianópolis
Colaboradores latino-americanos se reuniram de 11 a 14 de outubro em Florianópolis
 
O Latin-American Akademy 2018 (LaKademy) reuniu, de 11 a 14 de outubro, brasileiros e um participante argentino na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) localizada na cidade de Florianópolis (SC). A comunidade não só realizou trabalhos em prol da KDE, nos diversos projetos em que cada um colabora, mas também marcou o encontro de pessoas, para estreitar laços de amizade e proporcionar diálogos sobre experiências de utilização, criação e manutenção de aplicações. No domingo (14), os participantes comemoraram o aniversário de 22 anos da KDE com direito a bolo.
 
Comemoração dos 22 anos da comunidade KDE com direito a bolo
 
Na quinta-feira (11), mais de 20 participantes, entre eles a professora Karina Mocheti e seis alunos de Ciência da Computação da Universidade Federal Fluminense (UFF-Niterói-RJ), iniciaram os trabalhos resolvendo problemas no script de manutenção do ambiente de tradução e trabalhando nos aplicativos da KDE Edu, um conjunto de softwares livres de cunho educacional. Foi a primeira vez que tivemos uma participação desse tipo, envolvendo alunos e sua professora. E esse também foi o primeiro LaKademy de outras pessoas, que vieram de diversas partes do país. 
 
Artistas, desenhistas, entusiastas, professores, todos focaram em colocar a mão na massa e trabalhar em projetos durante os dias do evento, em atividades das mais diversas. Como exemplos, foram disponibilizados desenhos 3D do mascote Konqi para impressão de chaveiros promocionais; a equipe de tradução seguiu com a troca de ideias, planejaram e traduziram softwares; bugs foram tratados pelos desenvolvedores, que também pensaram em novas aplicações; e, por fim, destacamos o papel do argentino Nicolás Alvarez, que colocou no ar a versão beta do novo site do LaKademy, que estará disponível publicamente em breve.
 
Os rumos da comunidade KDE latino-americana foram discutidos em reunião durante o sábado (13), na já tradicional “reunião de promo”. Nela foram discutidas as ações para o ano, as ferramentas de comunicação a ser utilizadas entre os usuários, a presença nos eventos brasileiros, o material promocional a ser utilizado, a proposta de migração do site da KDE Brasil para WordPress, e as cidades candidatas para acolher o LaKademy 2019, incluindo aí uma discussão para que ela ocorra fora do Brasil, visando reforçar o caráter latino-americano do evento.
 
Reunião durante o LaKademy
 
O que é LaKademy
O Lakademy, ou Latin-American Akademy, é o encontro latino-americano da KDE, uma das maiores comunidades de software livre do mundo. O evento ocorre desde 2012 e propicia o encontro de pessoas que usam e colaboram com as aplicações e projetos criados e/ou mantidos por essa comunidade. 
 
Alunos da UFF presentes no LaKademy 2018, acompanhados da professora Karina Mocheti:
 
  • Carlos Henrique Domingos Correia Santos
  • Fernando Costa Rodrigues
  • Hugo Caetano Borges Carneiro
  • Luan Simões Cardoso
  • Lucas Henrique Tavares Monteiro
  • Maria Edoarda Vallim Fonseca
 
Demais membros da comunidade presentes:
  • Ângela Cunha
  • Aracele Torres
  • Barbara Tostes
  • Bianca Oliveira
  • Caio Jordão Carvalho
  • Camila Moura
  • Dórian Langbeck
  • Eliakin Costa
  • Filipe Saraiva
  • Frederico Gonçalves Guimarães
  • Henrique Sant'Anna
  • Jamil Gleice
  • Nicolás Alvarez
  • Patrick Pereira
  • Pedro Arthur Duarte
 
Florianópolis recebeu a comunidade KDE na UFSC para o LaKademy 2018 
 
Um resumo do que rolou no LaKademy:
 
  • Correções de bugs em diversos softwares.
  • Atualização da linha do tempo da KDE.
  • Estruturação do processo de tradução, que incluiu a criação de um grupo no Phabricator (KDE Brazil translators) e orientação dos novatos em como funciona essa atividade.
  • Tradução de algumas aplicações e documentações.
  • Revisão dos tutoriais de uso da ferramenta de tradução Lokalize.
  • Revisão do conteúdo do site do LaKademy, incluindo correções do histórico do evento, o que culminou com a publicação de uma versão atualizada para revisão final.
  • Melhorias na compatibilidade do AtCore e suporte a novas tecnologias.
  • Adição do suporte a criptografia do histórico do Konsole.
  • Discussão de propostas de novas atividades para o GCompris e melhorias em outros softwares da KDE Edu.
  • Início das discussões para a migração do site da KDE Brasil para o WordPress.
  • Documentação fotográfica do evento e discussões sobre propostas de arte e divulgação.

 

 

OCT
11
2018

LaKademy 2018 começando em Florianópolis

O LaKademy 2018, evento que reúne colaboradores latino-americanos da comunidade KDE, começou esta manhã na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. A edição deste ano está acontecendo no auditório do Espaço Físico Integrado (EFI) da Universidade de Santa Catarina (UFSC). Estaremos reunidos aqui até o próximo dia 14, trabalhando em diversos projetos da comunidade. Quem estiver pela cidade e tiver interesse em participar do evento, pode aparecer a qualquer momento. O evento é aberto a qualquer pessoa que tenha interesse em interagir com a comunidade. Estamos trabalhando das 9h até as 18h. Vem! :)

 

 

 

AUG
19
2018

Comunidade brasileira marca presença na Akademy 2018

Clique para ver a imagem original com os nomes dos participantes

De 11 a 17 de agosto, oito brasileiros marcam presença em encontro mundial, na Áustria

O encontro mundial da comunidade KDE, o Akademy 2018, aconteceu de 11 a 17 de agosto na Universidade TU Wien, em Viena (Áustria). Com cerca de 30 mil alunos e 20% deles estudando Ciência da Computação, o local ofereceu um ambiente ideal para usuários do mundo todo se encontrarem para trocar ideias, trabalhar em questões concretas de tecnologia, softwares livres, reforçar a cultura inovadora e dinâmica da KDE. O programa do Akademy 2018 começou com uma conferência nos dois primeiros dias, seguido por cinco dias de workshops e sessões de codificação Birds of a Feather (BoF).

O grupo de brasileiros contava com oito pessoas que participam da comunidade, como a historiadora Aracele Torres, que trabalha com promoção, tradução e gestão na comunidade KDE Brasil, os desenvolvedores Tomaz Canabrava, Sandro Andrade, Filipe Saraiva, Caio Carvalho, Eliakin Costa, Helio Castro e Lays Rodrigues; que se comunicam durante o ano todo por IRC, fóruns, listas de discussão e e-mails. Muitos participantes da ampla comunidade de software livre e de código aberto, bem como organizações locais e empresas de software também participaram do Akademy.

 

 

O "dia zero" do evento foi na sexta-feira (10), com as inscrições abertas para os participantes locais. No sábado (11), o Akademy teve abertura com a fala da presidente do KDE e.V (entidade sem fins lucrativos), Lydia Pintscher. Na sequência, o keynote, diretor técnico do Grupo de Trabalho de Justiça Transicional, Dan Bielefeld, falou sobre o “Mapeamento de Crimes Contra a Humanidade na Coreia do Norte com FOSS”; explicou o trabalho que faz para mapear locais norte-coreanos de locais de enterro e execução em massa usando tecnologias de mapeamento. Ele também mostrou como funciona a Coréia do Norte e o regime de Kim e como sua organização obtém informações tanto de entrevistas com refugiados quanto de imagens de satélite. Embora o tema do sofrimento dos norte-coreanos seja sombrio, há um lado positivo: “Um dia haverá uma transição, haverá um dia em que o regime de Kim terminará e os norte-coreanos recuperarão a liberdade que lhes é negada há mais de 70 anos. As atividades do Grupo de Trabalho de Justiça Transicional também ajudarão com isso. Descobrir o que aconteceu com os entes queridos e trazer os responsáveis pelas atrocidades à justiça será uma parte crucial de ajudar a nação a se curar”, disse. Ele continua: “E faz sentido, para o Grupo de Trabalho de Justiça Transicional trabalhar com as comunidades de Software Livre e com Softwares Livres. O software oferece ao grupo um grau de segurança e controle que eles não conseguem encontrar em aplicativos de código fechado”, afirma. E as comunidades de Software Livre mantêm os mesmos valores pelos quais o grupo de Dan está lutando, isto é, o direito à privacidade e à liberdade pessoal.

Após a palestra de Dan, o desenvolvedor Adriaan de Groot organizou um painel onde os membros discutiram a questão da privacidade. O desenvolvimento de software que respeita a privacidade é um dos principais objetivos da KDE e os palestrantes explicaram como o desenvolvimento de Assistentes Pessoais Digitais gratuitos e abertos, como o Mycroft, foi crucial para proteger os usuários de corporações espionadas. Combinado com a política subjacente a todos os seus aplicativos de nunca coletar dados de forma não autorizada, a KDE está estritamente fiel ao seu objetivo de preservar a privacidade do usuário.

Ainda no primeiro dia, o desenvolvedor Neofytos Kolokotronis falou sobre o progresso de outro dos principais objetivos da KDE, ou seja, a integração de novos usuários. Neofytos explicou aos participantes o progresso que o grupo de trabalho havia feito até então e para onde eles queriam ir. Ele tinha alguns conselhos sobre como ajudar os novos usuários a ingressar na KDE, como ter uma documentação boa e clara, orientar novos colaboradores e criar conexões fora do seu nicho imediato.

Na sequência, outras palestras como a do indiano Wrishiraj Kaushik, intitulada Winds of Change - FOSS in Índia que falou sobre o atual cenário do software livre na Índia e sua experiência no SuperX e na integração das aplicações KDE com ele.

O governo da união indiana tem uma recomendação nacional para o uso, promoção e desenvolvimento de software livre e de código aberto. Apesar disso, a adoção de software livre permaneceu baixa no país. A decisão tomada por alguns governos estaduais de não adotar essas recomendações em conjunto com o marketing agressivo realizado por fornecedores de software proprietários na Índia prejudicou seriamente o uso do Software Livre. SuperX, no entanto, conseguiu encontrar um lugar dentro do governo e algumas universidades indianas graças à sua abordagem centrada no usuário. O SuperX implantou 30 mil instalações de KDE - uma das maiores implantações do mundo, e há mais 20 mil em andamento.

E o evento seguiu com um painel de discussão com Lydia, Valorie e Bhushan, no qual eles contaram à comunidade sobre os programas de estudantes da KDE e como contribuir para sua implementação e manutenção. Foi uma palestra de alta relevância, dada a meta da Comunidade KDE de simplificar o processo de integração de novos colaboradores e o fato de que uma grande parte da nova base de colaboradores vir através de programas de orientação organizados, como o Google Summer of Code, Google Code-in e Season of KDE.

Mirko Boehm apresentou uma palestra sobre a gênese do Quartermaster, uma ferramenta criada pela Endocode e apoiada pela Siemens e pela Google. A Quartermaster implementa as melhores práticas do setor de gerenciamento de conformidade de licenças. Ele gera relatórios de conformidade analisando dados do ambiente de IC e criando gráficos para análise, principalmente realizando uma combinação de análise de tempo de construção e análise de código estático.

A desenvolvedora brasileira Lays Rodrigues falou sobre o ‘Atelier, um software livre multiplataforma projetado em Qt para ajudar a controlar impressoras 3D. Ele suporta a maioria das impressoras com firmware de código aberto e Lays demonstrou os diversos recursos do Atelier durante sua palestra, incluindo monitoramento de vídeo da impressora, visualização em 3D do design de impressão, gráficos de temperatura e muito mais.

Zoltan Padrah deu uma palestra no KTechLab e explicou como ele descobriu isso como um estudante de engenharia eletrônica em 2008. O KTechLab é um programa que ajuda a simular circuitos eletrônicos e programas rodando em microcontroladores. Ele foi migrado para a infraestrutura da KDE em 2017. Os próximos planos dos desenvolvedores são lançar o KTechLab para Qt4 e Qt5 e portá-lo para o KDE Frameworks 5, bem como adicionar novos recursos como suporte para simular sistemas de automação para mecânica e tem importação/exportação do KiCad.

Depois de um primeiro dia cheio de conteúdos, o evento continuou no domingo (12) com uma palestra da diretora executiva da Wikimedia Austria, Claudia Garad. Ela concentrou sua palestra em alguns dos desafios que organizações como ela enfrentam ao tentar trazer mais inclusão e diversidade dentro de suas comunidades. Ela enfatizou a importância de fazer com que as comunidades sub-representadas se sintam mais bem-vindas e ouvidas dentro da organização, depois passou a falar sobre como ela percebeu que a KDE estava bastante à frente da Wikimedia em alguns aspectos, especialmente quando se tratava de alcançar esses objetivos. Uma das coisas que ela pensou que trouxe uma vibe positiva para a comunidade KDE foi que "a KDE abraça a fofura", ela disse enquanto exibia um slide com a imagem "pilha de Konqis". Em uma nota mais séria, ela disse que através de eventos como Akademy, sprints e eventos ao redor do mundo, você pode reunir pessoas de origens imensamente diversas e fazê-las trabalhar para construir uma comunidade mais forte.

Na parte da tarde, os oradores cobriram uma grande variedade de tópicos. Alan Pope, da Canonical, por exemplo, falou sobre a Snapcraft, uma ferramenta baseada na Web que torna incrivelmente simples a criação de um pacote Linux sem código, apenas inserido no git. Enquanto isso, Oliver Smith, o líder de projeto do postmarketOS, falou sobre o sistema operacional do telefone baseado no Alpine Linux e planos para integração com o Plasma Mobile.

Nos outros dias da semana seguinte, os participantes do Akademy 2018 tiveram workshops, debates, trocas de ideias, em diversas salas; e, ao final de cada dia, foi feito um vídeo com os participantes contando o que foi discutido e trazido de benefício para a comunidade KDE. Para assistir os vídeos na íntegra, em inglês, basta visitar:

Prêmios Akademy

No final do segundo dia houve a cerimônia do Akademy Awards. O Akademy Awards é uma forma de honrar os membros que fizeram um excelente trabalho em benefício de toda a comunidade.

O prêmio Application Akademy foi para Aditya Mehra por seu trabalho na integração do Mycroft, fornecendo ao ambiente KDE um assistente de voz que é livre como em liberdade.

O Non-Application Akademy Award foi para Valorie Zimmerman pelo seu trabalho na condução dos programas de tutoria da KDE e do Community Working Group, sendo uma das boas almas do KDE.

Houve três prêmios do júri este ano, eles foram para Sebastian Kügler para os seus muitos anos de hacking implacável e muito mais (Plasma, KDE Marketing, tempo no KDE eV Board), David Edmundson por seu trabalho no Telepathy, portando aplicativos para Frameworks 5, Plasma, KWin, KWayland, e ser um cara louco e Mario Fux por apoiar a KDE durante muitos anos organizando as reuniões de Randa.

A equipe Akademy foi agraciada com o Prêmio Organizacional a Stefan Derkits e toda a equipe responsável por montar o Akademy 2018. Parabéns aos vencedores!

Comunidade KDE

A KDE é uma comunidade de software livre dedicada a criar uma experiência de computação aberta e fácil de usar, oferecendo um desktop gráfico avançado, uma ampla variedade de aplicativos para comunicação, trabalho, educação e entretenimento e uma plataforma para criar novos aplicativos facilmente. Temos um forte foco em encontrar soluções inovadoras para problemas antigos e novos, criando uma atmosfera vibrante aberta à experimentação.

Sobre a Akademy

Na maior parte do ano, a KDE funciona on-line por e-mail, IRC, fóruns e listas de discussão. O Akademy oferece a todos os colaboradores do KDE a oportunidade de se encontrar pessoalmente para promover laços sociais, trabalhar em questões concretas de tecnologia, considerar novas ideias e reforçar a cultura inovadora e dinâmica do KDE. O Akademy reúne artistas, designers, desenvolvedores, tradutores, usuários, escritores, patrocinadores e muitos outros tipos de colaboradores do KDE para celebrar as conquistas do ano passado e ajudar a determinar a direção para o próximo ano. Sessões práticas oferecem a oportunidade para um trabalho intenso, trazendo esses planos para a realidade. A comunidade KDE dá as boas-vindas às empresas que desenvolvem tecnologia KDE e àquelas que buscam oportunidades.

Viena e Akademy

Viena, capital da Áustria, tem cerca de 1,8 milhões de habitantes. Está localizada no meio da Europa Central, junto ao rio Danúbio. Com sua rica história, desde a época romana, passando a ser a capital do Império Habsburgo, a ser uma cidade moderna, classificada como número um em diversos estudos sobre qualidade de vida.

LaKademy

A comunidade KDE brasileira vai organizar o LaKademy (Latin-American Akademy), que acontecerá no Auditório EFI da Universidade Federal de Santa Catarina, na cidade de Florianópolis (SC), de 11 a 14 de outubro. Quer participar? Visite este link para saber mais!

 

OCT
24
2017

Impressões sobre o 14º Latinoware

Conforme anunciamos na publicação KDE marca presença no 14º Latinoware, a comunidade KDE-Brasil teve uma participação no 14º Latinoware, que aconteceu entre os dias 18 e 20 de outubro de 2017 em Foz do Iguaçu. O evento reuniu mais 4,5 mil entusiastas do Brasil e de países vizinhos tais como Argentina, Colômbia, Paraguai, dentre outros.
 
Após 2 anos sem participar, nossa comunidade voltou ao Latinoware com um estande e um conjunto de quatro palestras. E cabe aqui, por parte da KDE-Brasil, um enorme agradecimento à organização do evento, por nos dar essa oportunidade de participação. E esperamos ter contribuído para tornar o evento ainda melhor do que já é.
 
Inicialmente, Frederico Guimarães apresentou uma visão geral da comunidade e as principais características do Plasma Desktop em KDE - de ambiente desktop a uma comunidade de desenvolvimento. Na sequência, ele também fez uma explanação da importância do processo de localização de softwares e relatou sua experiência como tradutor em Um vocabulário para todos orientar - tradução de SLs e a (re)construção do VP. Discutiu também os principais desafios práticos e demonstrou os procedimentos de tradução seguidos pela KDE, usando o script de atualização do repositório de tradução local e o software Lokalize. A terceira fala foi do Eliakin Costa, que fez  uma introdução geral ao Qt e a sua importância dentro da comunidade KDE. Além disso, realizou um depoimento sobre sua experiência como aluno do Season of KDE. Na palestra também foram discutidos licenciamento, inserção do Qt na indústria, e como começar a contribuir com a KDE e Qt. Por último, Pedro Arthur Duarte fez uma explanação demonstrativa de como otimizar o uso do Plasma através de atalhos de teclado, indicando, de forma clara e concisa, o que pode ser personalizado e onde fazer as modificações.
 
 
Já no estande, apresentávamos para os visitantes a importância da comunidade KDE e os projetos que ela promove ou nos quais está envolvida. A nossa localização era bem estratética: estávamos ao lado de uma das portas de entrada. Com isso, muita gente passou por lá. Aproveitamos isso para deixar notebooks com o Plasma instalado, demonstrando seus recursos. Inclusive uma das máquinas disponíveis, era um notebook Acer Aspire 1410, de 2010, de características bem modestas (processador Intel Celeron 723, 3 Gb de memória e vídeo Intel GMA 4500MHD), onde o Plasma roda sem problema, até mesmo com os efeitos de tela (como o cubo 3D de áreas de trabalho) ativados. Isso surpreendeu muita gente que ainda pensa que o Plasma é um ambiente que exige muitos recursos de processamento/memória.
 
Uma atração extra em nosso estande foi a presença de uma impressora 3D, que foi levada pela Bárbara Tostes. Ela mora em Castro, no interior do Paraná e é proprietária de uma gráfica que usa exclusivamente softwares livres. Quem passou pelo estande teve a oportunidade de ver todo o processo de impressão 3D utilizando software livres tais como Blender para modelagem e o Cura, para fazer a produção do modelo para ser enviado para a impressora. Todos os ítens impressos foram vendidos e o dinheiro arrecadado revertido em doações à comunidade KDE. Além disso, a Bárbara também publicou no Thingiverse uma atualização do modelo de chaveiro que foi impresso, para permitir o uso de duas cores na impressão. A comunidade KDE-Brasil agradece à Bárbara por essa valiosa colaboração!
 
Com tudo isso, a nossa avaliação sobre a participação nesse evento foi muito positiva. Fizemos vários contatos e conseguimos apresentar a importância e atuação da comunidade KDE, além de demonstrar diversos recursos do Plasma que muita gente não conhecia.
SEP
14
2017

Purism e KDE trabalham juntas no primeiro smartphone verdadeiramente livre do mundo

(tradução do artigo Purism and KDE to Work Together on World's First Truly Free Smartphone)

Berlim/São Francisco, 14 de setembro de 2017

Plasma MobilePurism e KDE estão se associando para adaptar o Plasma Mobile para o smartphone Librem 5 da Purism.

A comunidade KDE desenvolve o Plasma Mobile, um ambiente gráfico livre, aberto e cheio de recursos para dispositivos móveis. O Plasma Mobile vem sendo testado em vários dispositivos disponíveis no mercado. Entretanto, vários smartphones incluem hardware que requer software proprietário para funcionar, o que vai contra os princípios de liberdade e abertura da KDE. Isso também dificulta o processo de construção do ambiente, uma vez que vários detalhes do hardware são mantidos sob sigilo, o que impede o acesso completo a todos os seus componentes.

A Purism, uma fabricante que produz dispositivos de alta qualidade, última linha e que respeitam a liberdade de seus usuários, está atualmente com uma campanha de financiamento coletivo que permitirá à companhia produzir o primeiro smartphone verdadeiramente livre e aberto: o Librem 5.

As visões compartilhadas de liberdade, abertura e controle nas mãos dos usuários finais provocou a associação entre a KDE e a Purism em um empreendimento comum. Ambas as organizações concordam que a cooperação entre elas permitirá que um smartphone verdadeiramente livre e de código aberto chegue ao mercado. KDE e Purism trabalharão em conjunto para que isso aconteça.

"Produzir um smartphone com software livre e focado na privacidade tem sido um sonho da comunidade KDE há muito tempo. Nós criamos o Plasma não somente para rodar em desktops e laptops, mas também em todo o espectro de dispositivos." disse Lydia Pintscher, presidente do KDE e.V.. "Ter acesso completo à plataforma de hardware da Purism é um sonho para a comunidade KDE. A associação com a Purism nos permitirá preparar um Plasma Mobile para o mundo real e integrá-lo perfeitamente a um dispositivo comercial pela primeira vez. O Librem 5 permitirá que o Plasma Mobile brilhe da forma que ele merece."

"A KDE criou e evoluiu uma plataforma completamente livre no Plasma Mobile." disse Todd Weaver, CEO da Purism. "Nós acreditamos que o Plasma Mobile se tornará um competidor sério, que pode quebrar o atual duopólio e trazer para o mercado um sistema operacional para sistemas móveis repleto de recursos e totalmente livre e de código aberto. Estamos ansiosos para experimentar o Plasma Mobile em nosso hardware de testes e trabalhar com a comunidade KDE."

Sobre a KDE

A KDE é uma comunidade internacional de desenvolvedores, designers, escritores, tradutores e usuários, que trabalham juntos para construir um mundo em que cada um controle sua própria vida digital, com liberdade e privacidade. A KDE produz o Plasma, um ambiente gráfico para desktop e dispositivos móveis  avançado e amigável. A KDE também mantém e patrocina a criação de centenas de aplicativos para Linux, Windows, MacOS, Android e várias outras plataformas, bem como frameworks, bibliotecas e utilitários que ajudam desenvolvedores a criar aplicações de forma mais rápida e mais fácil.

Sobre a Purism

A Purism é uma Corporação de Propósito Social voltada para fornecer segurança, privacidade, liberdade de software e independência digital para a experiência computacional pessoal de todos. Com uma base de operações em São Francisco (Califórnia), bem como em outras partes do mundo, a Purism produz laptops e tablets de alta qualidade, criando dispositivos poderosos e bonitos, que visam proteger as vidas digitais de seus usuários, sem abrir mão da facilidade de uso. A Purism projeta e monta o seu hardware nos Estados Unidos, selecionando cuidadosamente seus componentes de forma a atender os critérios de respeito à privacidade e compatibilidade com softwares livres. Recursos de segurança e centrados na privacidade fazem parte de todos os produtos feitos pela Purism, tornando segurança e privacidade as escolhas mais simples e lógicas para indivíduos e empresas.

Informações adicionais...

JUN
15
2017

Primeiro Kafé com Qt aconteceu em quatro cidades brasileiras

No último fim de semana, no dia 10 de junho, aconteceu o primeiro Kafé com Qt. O evento foi realizado simultaneamente nas cidades de São Paulo, Franca, Rio de Janeiro e Salvador. Em cada uma delas, contribuidores e usuários da comunidade KDE realizaram palestras e outras atividades sobre Qt e KDE. 

Os encontros foram organizados através da plataforma Meetup e cada uma das cidades criou sua página na plataforma e apresentou uma programação diferente.

O Kafé com Qt - São Paulo aconteceu na sede paulistana da empresa Stone Pagamentos e contou com 3 palestras: "Tudo o que você precisa saber para se tornar contribuidor(a) da KDE" (Palestrante: Aracele Torres); "Introdução ao Qt" (Palestrante: Francisco Fernandes) e "Qt 4.8.7, panela velha também faz comida boa" (Palestrante: Daniel Dias). Durante o evento também foi realizado o sorteio de 1 inscrição para a QtCon Brasil 2017, a primeira conferência sobre Qt do Brasil e da América Latina, que está sendo organizada por alguns contribuidores da comunidade KDE.

Participantes do Kafé com Qt - São Paulo

Participantes do Kafé com Qt - São Paulo

O Kafé com Qt - Franca aconteceu na Fatec "Dr. Thomaz Novelino" e teve como atividades uma apresentação sobre o que é Qt, quem usa e quais são as suas funcionalidades; uma oficina básica onde os participantes montaram uma calculadora com o Qt creator; e, por fim, uma apresentação sobre a comunidade KDE, como contribuir para ela e qual a importância do software livre.

Participantes do Kafé com Qt - Franca

O Kafé com Qt - Rio de Janeiro aconteceu na sede da Stone Pagamentos que fica na capital carioca. A programação contou com quase 1 dia inteiro de palestras, hands on e discussões sobre os temas relacionados a KDE e Qt. Os participantes puderam assistir às seguintes atividades: "O que é Qt e o que ele pode fazer" (Wagner Reck); "Programas Científicos com Qt" (Lamarque Vieira Souza); "Qt: O seu toolkit para C++ e Python com o verdadeiro: Write once, deploy everywhere" (Lays Rodrigues); "Caso de Uso: Petrosoft Design" (Lamarque Souza); "Caso de Uso: Stone"; "Módulo QtConcurrent" (Wagner Reck).

Participantes do Kafé com Qt - Rio de Janeiro

Por último tivemos o Kafé com Qt - Salvador, que aconteceu no Auditório do Instituto de Matemática da UFBA - Campus Ondina. O evento de Salvador também durou quase o dia inteiro e teve além de hacking sessions, as palestras "QML - Que Maravilha de Linguagem!" (Enoque); "O dia de um contribuidor do KDE" (Eliakin) e "O que é o GSOC (Google Summer of Code) e como ter sua proposta aprovada" (Eliakin).

Participantes do Kafé com Qt - Salvador

Para ver mais fotos sobre o Kafé com Qt, basta acessar o nosso perfil no Flickr.

Essa foi a primeira edição do Kafé com Qt. No futuro pretendemos realizar outras e em mais cidades. Se você tem interesse em participar da comunidade, organizar esse evento ou outro tipo de atividade, junte-se à nós através dos canais de comunicação do KDE. Para saber mais sobre essa e outras atividades da comunidade KDE aqui no Brasil, você pode, além de acompanhar as notícias por este site, também nos acompanhar pelas redes sociais e pelo nosso grupo no Telegram. Veja os links abaixo:

Esperamos você! :D

OCT
14
2016

É hoje! Feliz Aniversário, KDE!

 

Há 20 anos um jovem programador alemão chamado Matthias Ettrich teve uma ideia que revolucionaria a história do software livre. Matthias, que era um grande fã de GNU/Linux, percebeu que as interfaces disponíveis na época não eram muito amigáveis para o usuário final. Ele então iniciou o projeto de um ambiente gráfico que deveria oferecer uma experiência boa o suficiente para as pessoas migrarem para sistemas GNU/Linux.  Desse desejo de tornar o software livre mais acessível para o usuário final nasceu o projeto “Kool Desktop Environment” ou, simplesmente, “KDE”. Em 14 de outubro de 1996 ele enviou o histórico e-mail que pode ser considerado o registro de nascimento do projeto.

De lá pra cá muita coisa mudou, a computação não é mais focada em Desktops, há muito mais gente hoje usando software livre e uma multiplicidade de pessoas contribuindo com ele. O projeto acompanhou essas mudanças, aliás, tem conseguido se manter há duas décadas por isso, por se permitir mudar. O projeto não se resume mais a um ambiente gráfico, se transformou em um guarda-chuva de projetos, em uma comunidade de comunidades. O sonho de Matthias Ettrich de 1996, de tornar o software livre mais acessível ao usuário final, continua a tocar e motivar cada um dos milhares de contribuidores que mantêm essa comunidade ativa. Nesses 20 anos foram 1.153,464 commits, feitos por 4.239 contribuidores, representando um total de 21.216,876 linhas de código. Portanto, hoje é um grande dia para todos nós contribuidores e usuários, hoje é um grande dia para quem sempre busca por softwares cada vez mais livres e acessíveis a todos! Feliz aniversário, KDE! Vida longa a esse sonho!

Se você ainda não viu, temos uma linha do tempo comemorativa na qual apresentamos os principais fatos que marcaram esses 20 anos de KDE. Clique aqui pra conferir! Além da linha do tempo, lançamos um livro com 37 histórias e depoimentos de contribuidores da comunidade falando sobre vários aspectos dela. Você pode baixá-lo ou comprá-lo, e assim ajudar a comunidade financeiramente. Acesse o site do livro e saiba mais. E para os mais saudosistas ainda, aqui está o KDE 1 rodando no Plasma 5, um oferecimento de Helio Castro.

E como em dias especiais não se pode deixar de festejar, temos festas marcadas em várias partes do mundo. Clique aqui e veja se tem uma marcada na sua cidade, se não tiver, ainda dá tempo de juntar uns amigos e comemorar.

 

SEP
6
2016

Linha do tempo com os 20 anos de KDE

 

O KDE está fazendo aniversário. São 20 anos construindo uma comunidade ativa, original e muito amigável. E entre as comemorações desses 20 anos temos uma bela linha do tempo, que destaca os marcos mais importantes não só do KDE, como também do que veio antes, na história do software livre. Nela é possível encontrar os diversos lançamentos e encontros que definiram o projeto ao longo de sua história. Vale a pena dar uma olhada lá e aprender como foi a evolução do KDE ao longo dos anos e como chegamos ao estado em que estamos hoje.

E você? Também faz parte dessa linha do tempo? Qual a sua história com o KDE?

SEP
5
2016

Lançado o livro "20 Years of KDE"!

Para todos os gearheads desse mundo, a ocasião do Aniversário de 20 anos KDE traz consigo a tradicional, mas ainda não convencional, fatia do nosso bolo virtual -  nosso novo livro chamado “'20 Years of KDE: Past, Present and Future” (20 Anos de KDE: Passado, Presente e Futuro) vem como a cereja do bolo.

Com o nascimento do KDE veio junto o nascimento da mudança, o nascimento de um pouco de brilhantismo e uma presença em 5 continentes que era inimaginável no momento da sua concepção. Era o começo de algo significativo.

E mesmo que a gente  conheça o KDE por tanto tempo, sendo responsáveis por moldá-lo e torná-lo o que é hoje, tendo interagido com ele em um nível pessoal há algum tempo, há muito mais sobre KDE que nem todos nós sabemos ou conhecemos, e há ainda muito mais sobre ele que ainda estamos por descobrir. Assim como hoje estamos com uma visão em nossos bolsos, tentando aprender, decidir, imaginar e domar o futuro imprevisível do KDE, também encontramos força, satisfação e validação em nosso passado e na grande parte dessa jornada sem fim na qual já viajamos. Nosso destino não termina na perfeição, mas em liberdade e poder infinitos. Poder para você e para o KDE.

O livro, em sua viagem nostálgica através da nossa linha do tempo dá ao leitor insights sobre o KDE como nunca antes. As muitas histórias e muitas maneiras nas quais nossos contribuidores imaginaram o caminho à nossa frente estão lá para você ler em “20 Years of KDE". Matthias Ettrich, o fundador do KDE, nos mostra um importante lado da história sobre a criação do KDE quando diz: "Como qualquer outro projeto complexo, KDE foi criado duas vezes. Em primeiro lugar, como uma ideia e, em segundo lugar, como a implementação da ideia no mundo real". Com as pessoas que estiveram junto em momentos drasticamente diferentes de agora, Richard Moore compartilha uma reflexão humilde em uma viagem pela memória dizendo ''Se você tivesse me dito na época que KSnapshot continuaria a ser desenvolvido e lançado por 18 anos, eu não teria acreditado em você”.

Albert Vaca se estende mais sobre o que está por vi para o KDE dizendo "Nosso futuro software irá rodar em dispositivos que ainda nem concebemos e vai fazer coisas para os nossos usuários que ainda nem sonhamos. No entanto, uma coisa vai permanecer a mesma - a criação de um software que as pessoas amam - que irá inspirar os próximos grupos de contribuidores para a nossa comunidade".

Andreas Cord-Landwehr certeiramente assinala um marco do livro quando afirma: "Em uma comunidade nós somos pessoas de vários contextos, educação e idades e, com vinte anos completos, nós terminamos o que se pode chamar de uma geração."

Kevin Ottens resume a necessidade de ir buscar sua cópia o quanto antes: "Você pode se perguntar por que eu estou dizendo isso. Bem, eu só quero que você, caro leitor, perceba que  tem sido um longo, longo tempo!"

Então, Feliz Aniversário KDE! Espero que você goste do seu bolo de aniversário!

Veja mais detalhes sobre o livro em 20years.kde.org/book!

JUL
12
2016

KDE celebrará 20 anos no FISL 17

Em outubro a comunidade KDE completará 20 anos e nós da comunidade aqui no Brasil já começamos a celebrar essa data histórica. Participaremos mais uma vez do Fórum Internacional de Software Livre (FISL), que acontece todo ano em Porto Alegre - RS. Durante todo o dia de amanhã  acontecerá o Engrenagem, nosso mini-evento dentro do FISL, que conta só com palestras relacionadas a KDE e Qt. Confira abaixo a nossa programação:

 

 

Além do Engrenagem, nós também estaremos com um stand disponível na área de exposição do evento, no qual venderemos alguns brindes e sempre ficamos à disposição da comunidade pra bater um papo e/ou ajudar em alguma coisa. Esse ano a gente mandou fazer 50 camisas comemorativas, então se você for um dos fãs da nossa comunidade, não perca essa oportunidade e passe lá no nosso stand pra garantir a sua:

 

 

Gostaria de convidá-los também para contribuir com a nossa campanha de arrecadação de fundos. Esse ano a campanha, Randa Meetings 2016 – KDE technology on every device, tem como objetivo arrecadar fundos para apoiar os esforços da comunidade para levar suas tecnologias a todos os dispositivos. Contribuindo com essa campanha você vai estar ajudando a comunidade a trabalhar na expansão das tecnologias KDE para outras plataformas. Você pode nos ajudar a continuar fazendo software livre como temos feito nos últimos 20 anos :)

Vemos vocês no FISL! o/

 

Páginas